domingo, 8 de março de 2015

Naquele dia,depois de ler um romance,desses água com açúcar,ela entediada entrou em um chat,para distrair um pouco e de repente alguém a cumprimenta e diz ser de Santos-SP.
O que chamou a atenção dela foi o jeito gentil,que ela percebeu nas palavras daquele desconhecido.
Havia alguém interessante do outro lado.
Ela tinha medo de relacionamento virtual.Para ela não era desse mundo o relacionamento tão distante e próximo ao mesmo tempo.Isso era coisa para jovens,até ela cair nessa armadilha.
Uma pessoa comum,mas ao mesmo tempo falando a mesma linguagem dela,sem falsos moralismos e isso a encantou e ao mesmo tempo a arrepiou.
Nunca pensou ser o que foi.
Sem tons de cinzas,mas com todas as matizes e cores possíveis.
Alguém falava com ela,sem querer algo em troca.
Falavam pelo simples prazer de se entenderem.
Distância?
Ele responde;por que existem aviões,ônibus,carros?
Ela está encantada.
Até quando?
Encantamento é maturidade,diferente de paixão desenfreada.
E ela já pensa em mudar o roteiro de sua próxima viagem.
Mas,por enquanto só o encantamento basta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário