quinta-feira, 5 de junho de 2014

                                                Amigos não se despedem
                                                    dizem até breve
E foi nesse clima simples que os acólitos da paróquia de Inhapim se reuniram para demonstrar o carinho que sentem por Padre Julio César.Apesar de pouco tempo e correria  tudo deu certo e os jovens puderam repartir  comigo,professora Sandra ,o casal José Carlos e Teresinha, a beleza em ser jovem e estarem na igreja e em constante amizade com o seu pastor.
   Padre Júlio chegou em dezembro e com seu jeito simples,brincalhão  foi conquistando as pessoas,sorrindo,dando verdadeiras gargalhadas contagiantes e ficou me devendo uma piada que o fez engasgar outro dia.
   E esse seu jeito de ser já é uma verdadeira catequese,que alcança o mais humilde do seu rebanho e chega até todos,pois sua linguagem é uma só:amor em forma de alegria,serviço e amizade.
   Mas como ser amigo em tão pouco tempo?
   E a resposta é que ele soube cativar.Criou laços,nos fez igual.
   A maioria dos acólitos de nossa paróquia, São Sebastião de Inhapim,são jovens que eu acompanho ou já acompanhei como professora e eu percebi em pouco tempo a alegria que eles sentiam e sentem em servir.
   Nossa homenagem foi muito simples,mas muito sincera.
   Padre Júlio: a semente foi plantada,em pouco tempo,o senhor conseguiu fãs e eu estou entre esses.A minha admiração não se traduz em palavras belas e sim em entender que para ser um padre não precisa ser tão cerimonioso.
 Aprendi muito com o senhor e tenha certeza que terá sempre em mim,uma verdadeira amiga.
Sua juventude me faz relembrar a minha que foi com muita alegria,em um grupo de jovens,onde sempre estávamos sorrindo e evangelizando e sendo evangelizados com muito amor.
 Obrigada por nos fazer entender que a alegria é a marca do cristão engajado.
  Abaixo fotos da nossa "festinha" para o senhor olhar quando tiver saudade de nós.





                              





















Nenhum comentário:

Postar um comentário