sábado, 8 de março de 2014

                                    Dia internacional da mulher
Eu poderia muito bem agradecer a todos que me enviaram felicitações pelo dia de hoje pelo fato de ter nascido mulher e ser hoje o meu e o nosso dia.
Eu confesso que fico lisonjeada quando um homem,quer seja amigo real ou virtual faz essa gentileza e me encanta recebê-las.
Qual mulher não quer ser bem tratada?
Qual mulher não quer ser desejada?
Carinho deve ser recíproco.Homem,mulher,animal,todo ser vivo precisa disso.
Mas e nós mulheres? Por que ficamos felizes em ter um dia dedicado a nós?
Não deveria existir um dia especial,ele existe em função de uma luta histórica que aconteceu em 1857 nos Estados Unidos.
A nossa luta continua a cada dia em que chegamos cansadas do trabalho e temos ainda os serviços domésticos a serem feitos.
Talvez eu fale assim,pois sou a única mulher no meio de quatro homens.
Acredito que um dia especial,na cabeça de muitos homens,que os outros trezentos e  sessenta e quatro sejam só deles.
A nossa condição de ser mulher deve ser repensada e ao lado dos homens construir uma sociedade mais justa,mais humana,sem preocupação  sobre credo,cor,sexo.
Nossa preocupação enquanto mulher e mãe é dar mais carinho ao mundo,mas cobrar dele participação.
Nada me impede de fazer um café gostoso para minha família,mas por que não receber também esse carinho?
Precisamos mostrar aos homens que nosso jeito é diferente e é isso que os completa.
Não necessitamos de travar lutas e sim de parcerias para que todos os dias possam ser nossos e deles também.E que possamos sonhar mais,viver mais e sorrir mais sendo mulher,sendo gente que se valoriza e principalmente valoriza Deus que habita no outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário